Bernardo: PAC não é obrigatório para próximo presidente

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, negou hoje que o formato do PAC 2 obrigue o próximo presidente da República a dar continuidade ao Programa de Aceleração do Crescimento. "Não é obrigado a dar continuidade não", disse durante entrevista coletiva após o lançamento do PAC 2.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.