Bernardo: governo terá de usar duodécimo em janeiro

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, informou hoje que o governo terá de usar o duodécimo (1/12) para pagar as despesas de janeiro. Isto porque, segundo ele, dificilmente o orçamento da União de 2010 será sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o dia 31 de dezembro.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

29 de dezembro de 2009 | 10h23

Bernardo acredita que a lei orçamentária só deverá ser encaminhada pelo Congresso, ao Executivo, no início de janeiro. "Não acho que vá demorar muito. O orçamento deve chegar ao governo até o dia 10 de janeiro", afirmou Paulo Bernardo, depois de participar de entrevista no programa Bom Dia Ministro, promovido pela Radiobrás. Ele acredita que as divergências entre governo e oposição no Congresso serão resolvidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.