Bernardo: governo quer votar limite de gasto com pessoal

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, disse hoje que o governo vai tentar chegar a um acordo na Câmara para votar o projeto de lei que limita o crescimento da folha de pagamento de funcionários públicos. A proposta do governo limita o aumento das despesas anuais com pessoal em inflação do período mais 1,5%.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

30 de julho de 2009 | 11h37

No entanto, há um projeto no Senado, do senador Romero Jucá (PMDB-RR), que aumenta este porcentual para 2,5%. Bernardo afirmou que a proposta do peemedebista "é aceitável". Segundo ele, a aprovação do limitador de gastos com pessoal é importante porque dará um horizonte de dez anos no que poderá ter de crescimento na folha de pagamento do setor público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.