Bernardo evita especular sobre seu futuro político

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, evitou hoje comentar as especulações sobre seu futuro político e disse que esta será uma decisão a ser tomada após conversas com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

FÁBIO GRANER, Agencia Estado

03 de fevereiro de 2010 | 16h47

Uma das especulações é que ele assumiria a Casa Civil no lugar da ministra Dilma Rousseff, que deve ser candidata a presidente pelo PT. Outra é ele se lançar a um cargo legislativo, como deputado federal, o que exigiria deixar o governo até abril.

Confrontado com o fato de que Tarso Genro deixará o Ministério da Justiça na próxima semana para disputar as eleições no Rio Grande do Sul, Bernardo brincou: "No Rio Grande do Sul, eles são mais açodados".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.