Paulo Liebert / AE 09.08.2011
Paulo Liebert / AE 09.08.2011

Bernardo diz que denúncia ligando seu nome a irregularidades é invenção

Ministro disse repelir as insinuações de que Pagot teria ligado seu nome às denúncias

Eduardo Rodrigues, de Agência Estado,

23 de agosto de 2011 | 17h10

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, voltou a afirmar que "repele" as insinuações de que Luiz Antônio Pagot, ex-diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), teria ligado seu nome às denúncias de irregularidades na área. Segundo o ministro, trata-se de invenção.

"Eu tinha certeza que essas declarações anônimas eram invenções. Você pode denunciar em off, mas tem que se defender em on", afirmou Bernardo. "O Pagot deixou claro que eu nunca fiz pressão nenhuma, e isso continua sendo repetido", acrescentou.

O ministro criticou o comportamento da imprensa que, segundo ele, não teria verificado as supostas informações dadas por um parlamentar antes de publicá-las. "Jornalista não pode ser desleixado, preguiçoso. Ele tem que ir atrás. Informação em off é para proteger o autor da informação. Mas se um parlamentar é protegido pela imunidade, está se escondendo do quê?", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
BernardodenúnciaDnit

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.