Bernardo confirma Miriam Belchior no Planejamento e diz que foi convidado a participar do governo Dilma

Na dança das cadeiras, Bernardo deverá ocupar a Casa Civil, com um formato mais enxuto

Dida Sampaio, Agência Estado

24 de novembro de 2010 | 10h53

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, confirmou nesta manhã o nome de Miriam Belchior, coordenadora do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), para o ministério que ele ocupa hoje. Bernardo tomou café da manhã com a presidente eleita, Dilma Rousseff, na Granja do Torto. Na saída, confirmou que foi convidado a participar do futuro governo. Ele disse estar à disposição do novo governo, mas não indicou qual pasta deverá assumir.

 

Veja também:

linkTombini no BC e Miriam Belchior no Planejamento fecham equipe econômica

linkPalocci deve ocupar Secretaria Geral da Presidência

linkEm carta, Dulci diz que não quer integrar governo Dilma

Subchefe de Articulação e Monitoramento da Casa Civil, Miriam irá para o Planejamento levando na bagagem os principais projetos da área de infraestrutura, como o PAC e o Minha Casa, Minha Vida. Na prática, ela assumirá uma pasta turbinada, que cuidará de programas antes abrigados sob o guarda-chuva da Casa Civil.

 

Por achar que a Casa Civil estava "inchada", Dilma resolveu transferir a gerência dos programas sociais para o Planejamento, na tentativa de dar mais eficiência à gestão. Na dança das cadeiras, Bernardo deverá ocupar a Casa Civil, com um formato mais enxuto, enquanto o deputado federal e ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, a Secretaria-Geral da Presidência, que terá novo desenho e cuidará da relação com Estados e municípios. Com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

 

Atualizado às 10h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.