Berenice Giannela é confirmada na presidência da Febem

O secretário estadual de Justiça que fará parte do governo José Serra (PSDB), Luiz Antônio Guimarães Marrey, confirmou nesta quinta-feira a permanência da procuradora do Estado Berenice Giannela na presidência da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem). Ela está no cargo desde junho de 2005, ainda na gestão do ex-governador e candidato derrotado à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, e continuou à frente da entidade na gestão do atual governador Cláudio Lembo (PFL). Berenice é mestre em Direito Processual Penal pela USP e procuradora do Estado desde 1987.A indicação, na terça-feira, do senador Guilherme Afif Domingos (PFL) para a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, de Francisco Graziano para o Meio Ambiente e Recursos Hídricos, e João Sampaio, presidente da Sociedade Rural Brasileira, para Agricultura, provocou reclamações do PTB, da Força Sindical, cujos líderes são filiados ao PDT, do antigo PPS (agora MD) e até do PSDB, que não gostaram do aumento espaço do PFL no governo, que já conta com três nomes na equipe de Serra, mais do que tinha na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB).A participação do PFL ainda pode crescer. Serra precisa escolher nomes para mais dez pastas, entre elas, algumas estratégicas como a de Habitação, Transporte, Ciência e Tecnologia, e Turismo. Este texto foi alterado às 18h22 para acréscimo de informações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.