Benito Gama culpa Receita por impasse no PIS

O deputado Benito Gama (PMDB-BA) afirmou que o obstáculo para aprovar o projeto que extingue a cumulatividade na cobrança do PIS/Pasep na Câmara está na Receita Federal. Benito afirma que nas negociações o secretário da Receita, Everardo Maciel, tem sido contrário às exceções propostas pelo projeto e contra a concessão de crédito presumido para o setor agroindustrial. Everardo tem afirmando que é contra a redução da base de arrecadação do PIS, o que ocorreria a partir dessas concessões, diz o deputado baiano. Benito concorda com o relator do projeto na Câmara, Armando Monteiro (PMDB-PE), que defende a taxação maior do PIS para o setor de serviços.A tese corrente na Câmara é de que o governo deverá editar a medida provisória sobre o fim da cumulatividade para o PIS, sem conceder os créditos presumidos para a agroindústria. Assim, as negociações seriam feitas na votação do projeto de conversão da medida provisória, depois das eleições. Até porque o PPB, PFL e PTB têm se manifestado contrariamente ao projeto, tal como está.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.