Belo Horizonte quer PPP para tratar lixo

A prefeitura de Belo Horizonte pretende se valer do processo de parcerias público-privadas (PPP) para contratar empresas ou consórcios para recepção e tratamento do lixo na capital. O credenciamento dos interessados pode ser feito até 3 de outubro. Conforme o controlador-geral do município, Luciano Ferraz, o sistema de PPP é a melhor opção, pois permite contrato com duração maior em relação aos previstos pela Lei de Licitações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.