Belchior critica fim do teto salarial dos servidores

Ministra espera que votação não avance e alerta que medida pode levar a estouro no caixa

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

21 de junho de 2012 | 16h34

BRASÍLIA - A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, criticou a aprovação pela comissão especial da Câmara dos Deputados da proposta de emenda constitucional que acaba com os tetos salariais para os servidores públicos. "Acho essa decisão muito preocupante", disse a ministra ao Grupo Estado, acrescentando que "isto é um problema para o País" pelo potencial explosivo que tem sobre as contas públicas.

"Foi uma primeira votação, mas ela é importante e, por isso mesmo, espero que não avance", desabafou a ministra do Planejamento, que está no Rio de Janeiro acompanhando a presidente Dilma Rousseff na Conferência do Meio Ambiente, a Rio + 20. Miriam Belchior afirmou que "acredita que ainda seja possível reverter esta situação". Para ela, vai ter haver uma grande mobilização na base do governo para evitar que o fim dos tetos salariais nos governos federal, estadual e municipal seja aprovado no Congresso. A proposta ainda precisa ser analisada pelo plenário da Câmara antes de ir ao Senado.

A ministra Miriam Belchior fez questão de ressaltar que esta proposta é preocupante não só para o governo federal, mas também para os estados e municípios, porque pode levar a um estouro no caixa de todos.

Sobre a proposta de reajuste para militares e professores, que está em fase mais adiantada nos estudos do governo, a ministra Miriam disse que "não há nada resolvido". Segundo ela, os pleitos ainda estão sendo avaliados pelo governo federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.