Beira-Mar nega ligação com guerrilha

O traficante Luiz Fernando da Costa - o "Fernandinho Beira-Mar" - está prestando depoimento em sessão conjunta das Comsisões de Combate à Violência e de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Ele afirmou que nunca teve relações com com os guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). "Isso é história", disse. Argumentou que, com a pressão que os Estados Unidos fazem para provar relação entre o tráfico de drogas e as Farc, jamais teria sido solto, na Colõmbia, se mantivesse elos com a guerrilha. "Beira-Mar" está dando aos parlamentares das duas comissões informações complementares sobre suas empresas no Brasil, mas se recusa a falar sobre a quantidade de drogas comercializada por sua quadrilha. Afirmou que agora é um homem "mudado", que quer pagar suas dívidas com a Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.