Beijo vira tema de campanha em Cuiabá

Um beijo entre um dos candidatos e a esposa no intervalo do debate da TV Record, na segunda-feira (22), transformou-se no centro da disputa entre Mauro Mendes (PSB) e Lúdio Cabral (PT), no segundo turno de Cuiabá.

FÁTIMA LESSA, Agência Estado

26 de outubro de 2012 | 09h45

No intervalo, a esposa de Lúdio, Ana Regina, foi até ele levar material de apoio e, ao sair, deu-lhe um rápido beijo na testa. O adversário Mauro, que estava ao lado, comentou: "Aqui não é espaço para isso. Respeite a minha família". Ana teria reagido: "Ficou incomodado? O sr. fique no seu lugar". Mauro respondeu: "Não fiquei, porque a minha mulher é mais bonita".

No bloco seguinte, o candidato Lúdio já entrou dizendo que o rival "tinha desrespeitado" sua esposa - e Mauro repetiu, várias vezes, que a esposa dele era mais bonita e que queria ficar com ela pelo resto da vida.

A repercussão, nos dias seguintes, esquentou os debates na cidade. Depoimentos de mulheres de Cuiabá condenaram o comportamento de Mendes e este teve de mudar seu discurso. Disse que teria apenas sugerido que Ana acalmasse o marido. Além disso, pediu desculpas num programa do horário eleitoral.

Ana nega essa versão e, na passagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por Cuiabá, o episódio voltou a ser lembrado. A reação de Lula foi dizer que parabenizava uma esposa que não tem vergonha de beijar o esposo em público. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012Cuiabábeijo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.