BC injeta US$ 497,3 milhões no mercado, via leilão

O Banco Central vendeu todos os 10 mil contratos de swap cambial ofertados nesta segunda-feira, 2, na operação programada diária, no valor total de US$ 497,3 milhões. Para o swap com vencimento em 5/3/2014, foram vendidos 5 mil contratos (US$ 249,3 milhões). A taxa nominal foi de 1,1475% e a linear de 1,146%. O PU mínimo dos contratos negociados para este vencimento ficou em 99,708000 e a taxa de corte em 25%.

CÉLIA FROUFE, Agência Estado

02 Dezembro 2013 | 10h17

Para o vencimento de 2/6/2014, também foram negociados 5 mil contratos, no valor de US$ 248 milhões. A taxa nominal foi de 1,6078 % e a linear de 1,590%. O PU mínimo dos contratos negociados para este vencimento ficou em 99,206900. Não houve taxa de corte. Os contratos negociados pelo BC hoje terão como data de emissão e liquidação o dia 3/12/2013.

Esta operação faz parte do programa de leilões diários no mercado cambial anunciado no dia 22 de agosto e que conta com operações de swap de segunda a quinta-feira, no valor de US$ 500 milhões cada, além de leilão de linha às sextas-feiras, no total de US$ 1 bilhão. Até o fim do ano, o BC espera ofertar cerca de US$ 100 bilhões por meio desses leilões diários.

Na sexta-feira, 29, à noite, o Banco Central informou que os comunicados das condições dos leilões de swap cambial passarão a ser feitos das 18 horas às 19 horas a partir de hoje. Até então, os dados eram informados das 19h30 às 20h30. A mudança, de acordo com o BC é "operacional". Não há informação sobre se o novo horário vale também para os leilões de linha, que são anunciados às quintas-feiras e realizados às sextas. Recentemente, os comunicados têm seguido o padrão de horário dos leilões de swap.

Mais conteúdo sobre:
BC leilão swap cambial

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.