Bauru se divide entre o aliado de Lula e o de Serra

O segundo turno, em Bauru, virou uma luta entre o candidato que exibe o apoio do governo federal e o que se escora no governo estadual. O presidente Lula posou de garoto-propaganda de Rodrigo Agostinho (PMDB), 30 anos, ecologista e vereador. O governador José Serra fez a campanha eletrônica de Caio Coube (PSDB), 51 anos, empresário.Coube venceu o primeiro turno com 71.920 votos (40,39%) e Agostinho foi o segundo, com 57.431 (32,25%). Nas eleições de 2004, o tucano também venceu no primeiro turno, mas no segundo perdeu para Tuga Angerami (sem partido), que agora encerra o mandato.Durante o segundo turno a campanha se radicalizou. O tucano acusou o peemedebista de pertencer ao mesmo grupo político que governa a cidade há 26 anos e a deixou em situação difícil. Já Agostinho disse que seu concorrente nunca ocupou função pública e é inexperiente. Procurou também capitalizar eleitoralmente os programas do governo federal na cidade. Bauru tem 233.653 eleitores. A expectativa é de que antes das 19 horas de hoje seja conhecido o resultado da eleição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.