Battisti pede visto de permanência no Ministério do Trabalho

Pedido será analisado pelo Conselho Nacional de Imigração na próxima reunião do órgão, em 22 de junho.

BBC Brasil, BBC

09 de junho de 2011 | 18h06

O Ministério do Trabalho informou nesta quinta-feira que o ex-ativista político italiano Cesare Battisti, solto nesta madrugada por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), solicitou um visto de permanência no Brasil.

Em nota, o ministério diz que o pedido será analisado pelo Conselho Nacional de Imigração na próxima reunião do órgão, em 22 de junho.

Na última quarta-feira, o STF determinou, por seis votos a três, a libertação de Battisti, cuja extradição é requisitada pela Itália.

Com a decisão, o Supremo confirmou medida tomada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no último dia de seu mandato, em 31 de dezembro de 2010, quando rejeitou extraditar o italiano.

Preso no Rio de Janeiro em 2007, o ex-ativista fora condenado à prisão perpétua em seu país por assassinato, quando integrava o grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC). Ele alega ser perseguido politicamente pelas autoridades italianas.

O governo italiano anunciou que vai recorrer ao Tribunal Internacional de Justiça, com sede em Haia (Holanda), para tentar reverter a decisão do Supremo. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.