Bastos se oferece para ir ao Congresso falar sobre violação

O ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, enviou nesta quinta-feira um comunicado ao presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), dispondo-se a comparecer a qualquer uma das Casas do Legislativo para falar sobre o episódio da violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa. O comunicado será divulgado, no plenário do Senado, pelo senador Tião Viana (PT-AC)."Em função de requerimentos apresentados por parlamentares manifestando interesse em meu comparecimento ao Congresso Nacional, considerando a importância do bom funcionamento das instituições democráticas, expresso na relação harmoniosa entre os poderes da República, manifesto minha disposição em comparecer a qualquer uma das Casas do Parlamento, em data a ser marcada de acordo com a conveniência do Legislativo", diz o comunicado encaminhado a Renan.A decisão de Bastos leva em conta requerimento encabeçado pelo líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), apoiado por outros parlamentares, pedindo o comparecimento do ministro ao plenário do Senado para falar sobre o episódio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.