Bastos reafirma que sai do Ministério no segundo mandato

O ministro da Justiça, Marcio Thomaz Bastos, que se reuniu nesta sexta-feira, com o governador eleito do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, reafirmou que não ficará na pasta no segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. À pergunta "o senhor permanece no segundo mandato?", Bastos respondeu: "permaneço em São Paulo (onde mantém um escritório de advocacia). Vou sair", disse. O ministro e o governador anunciaram a intensificação dos trabalhos do Gabinete de Gestão Integrada na Segurança Pública, que reúne forças policiais estaduais e federais. Encontro Nesta sexta-feira, os governadores eleitos da região sudeste, Aécio Neves (PSDB-MG), Paulo Hartung (PMDB-ES), Sérgio Cabral Filho (PMDB-RJ) e José Serra (PSDB-SP), têm reunião para discutir uma agenda comum de interesse dos Estados e parcerias nas áreas de infra-estrutura, meio ambiente e segurança pública. O encontro está previsto para às 16h30 na sede da Fundação Getúlio Vargas. O governador Aécio Neves informou na quinta-feira que a reunião terá como objetivo traçar estratégias conjuntas entre os Estados de forma a otimizar recursos. A primeira medida que poderá ser adotada será na área de segurança pública com o compartilhamento de informações e dados entre os quatro Estados. A reunião foi acertada durante viagem de trabalho que Aécio e Sérgio Cabral Filho (PMDB) fizeram a Washington, capital dos Estados Unidos, em novembro. O governador mineiro também já se encontrou com o colega capixaba, Paulo Hartung (PMDB), quando discutiram estratégias nas áreas de infra-estrutura e meio ambiente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.