Bastos confirma que antecipará ida ao Congresso

A assessoria de imprensa do Ministério da Justiça confirmou que o ministro Márcio Thomaz Bastos vai antecipar sua ida ao Congresso Nacional para dar explicações sobre as suspeitas de envolvimento de um de seus auxiliares na quebra ilegal do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa. Inicialmente, Thomaz Bastos deveria ir ao Congresso apenas após o feriado da Páscoa. Mas, segundo sua assessoria, ele deverá enviar um ofício ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), colocando-se à disposição para falar antes. De acordo com a assessoria do ministro, a antecipação não se deve à reportagem publicada neste final de semana pela revista Veja na qual foi noticiado que Thomaz Bastos se reuniu com o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci após o escândalo da quebra ilegal de sigilo do caseiro. Conforme a assessoria, a antecipação deve ocorrer como uma resposta à oposição para quem, mais uma vez, Thomaz Bastos estaria protelando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.