Base dividirá comando de comissões sobre pré-sal

Os partidos da base aliada ao governo dividirão os principais cargos das quatro comissões especiais que vão analisar os projetos de lei que regulamentam a produção e a exploração do petróleo da camada pré-sal. Essa estratégia facilita a unidade dos aliados na votação dos projetos.

DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

03 de setembro de 2009 | 16h31

Os líderes da base não vão ceder esses cargos principais para deputados de oposição, sob o argumento que eles estão dificultando os trabalhos fazendo obstrução contra a tramitação dos projetos em regime de urgência.

De acordo com as últimas articulações, o PT deverá abrir mão de uma das relatorias para assumir a presidência de uma comissão.

No momento, as articulações indicam que a comissão que analisará o projeto que trata da partilha da produção deverá ser presidida pelo deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) e terá como relator o líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN). O relator do projeto que trata da criação do Fundo Social deverá ser Antonio Palocci (PT-SP). Já os outros dois projetos serão relatados por um deputado do PR e outro do PP. As presidências das outras três comissões serão ocupadas por um deputado do PDT, um do PSB e um do PTB.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.