Barulho e stress, detonadores da gula nas mulheres

Dia duro no trabalho? Isto pode ser um motivo para prestar atenção no que se come quando se chega em casa. Principalmente, é claro, se você for mulher.Já é sabido que pessoas freqüentemente comem para aliviar o stress. Mas um estudo publicado na revista mensal Journal of Applied Social Psycology descobriu que, mesmo depois que o stress foi superado, as mulheres que ficaram mais frustradas por isso comem mais alimentos gordurosos do que as não frustradas.Uma descoberta surpreendente: as preferências masculinas por petiscos permanecem as mesmas, não importa seu nível de stress.?Uma porção de estudos dedicou-se apenas ao que acontece durante o stress?, disse a chefe da pesquisa, Laura Cousino Klein, professora assistente de saúde comportamental da Penn State University. Klein e seus colegas apresentaram aos participantes da pesquisa uma variedade de tarefas durante 25 minutos enquanto que, ao acaso, eles eram perturbados por sons de escritório ? telefone tocando, máquina de escrever teclando ? até 108 decibéis, o mesmo nível de ruído que se teria próximo de uma britadeira.Quando o tempo se excedeu, os participantes foram deixados sós por 12 minutos e lhes ofereceram revistas, água e uma bandeja de snacks ? com opções gordurosas, como queijo, chips de batatas e chocolate branco, e outra com baixo nível de gordura, como pipoca, biscoito e gelatina.Depois, pediram-lhes para descobrir a saída de um labirinto insolúvel. As mulheres cujo nível de stress esteve mais alto durante esse exercício ? pressão sangüínea alta e batimento cardíaco acelerado e rápida frustração com o enigma ? foram as que tenderam a desprezar os snacks de baixo teor de gordura em favor dos gordurosos. Elas comeram de 65 a 70 gramas de snacks gordurosos durante o intervalo, duas vezes mais do que as mulheres não frustradas.?O que é interessante é que durante o tempo de barulho, durante o horário de trabalho, as pessoas se comportam de acordo com a ocasião?, diz Kelin. ?Executam a tarefa que têm de fazer e o fazem direito. Elas bloqueiam as outras coisas que estão acontecendo no ambiente.?Mas há um custo psicológico e mental para isto, segundo a psicóloga. ?Depois que tudo acabou é que vemos este elemento comportamental.? Isto é, as conseqüências aparecem semanas depois, quando as pessoas se excedem na bebida ou burlam seus regimes.No estudo, os homens comeram cerca de 40 gramas de snacks gordurosos, não importa qual seus níveis de stress. Para Klein, a explicação pode ter a ver com a maneira com que homens e mulheres enfrentam o stress.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.