Barroso é nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal

A presidente Dilma Rousseff e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, nomearam, nesta sexta-feira, 7, o advogado Luís Roberto Barroso para exercer o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Barroso, que foi indicado pela presidente Dilma, assume a vaga aberta na Corte com a aposentadoria do ministro Ayres Britto.

LUCI RIBEIRO, Agência Estado

07 Junho 2013 | 09h24

Barroso teve sua indicação aprovada pelo Senado na última quarta-feira, 5, com aval de 59 senadores e rejeição de seis. O novo ministro tem 55 anos, é constitucionalista e atuou no STF como advogado em processos de temas polêmicos, como união homoafetiva, aborto de fetos anencefálicos e pesquisa com células-tronco embrionárias. Ele também defendeu o ex-ativista italiano Cesare Battisti do pedido de extradição.

O decreto de nomeação de Barroso está publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 7. A previsão é de que a posse seja no próximo dia 26.

Mais conteúdo sobre:
Barroso nomeação

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.