Barroso defende seleção mais refinada de processos

O novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, defendeu nesta sexta-feira uma seleção mais refinada dos processos a serem julgados pela Corte. "Uma Corte constitucional como deve ser o Supremo deve julgar algumas centenas de casos e não milhares", disse, na primeira declaração após a nomeação para o cargo. "Há uma certa quantidade de varejo dos tribunais superiores e esse acesso deve ser repensado." De acordo com Barroso, "é preciso filtros mais refinados e, infelizmente, mais radicais".

FELIPE RECONDO, Agência Estado

07 Junho 2013 | 16h01

Mais conteúdo sobre:
Barroso nomeação seleção

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.