Barroso decide hoje sobre prisão domiciliar de Dirceu

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), irá decidir nesta terça-feira, 28, se o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu tem direito a cumprir em casa a pena a ele imposta no processo do mensalão. Barroso afirmou nesta tarde que irá analisar o caso após a sessão das Turmas do Supremo, que começou às 14h e ainda acontece neste momento.

BEATRIZ BULLA, Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2014 | 16h07

Condenado a 7 anos e 11 meses de prisão, Dirceu cumpre a pena desde 15 de novembro do ano passado no regime semiaberto, em que tem permissão para sair durante o dia para trabalhar em um escritório de advocacia e retornar à noite para a prisão. Se Barroso autorizar a progressão de regime, o ex-ministro terá direito a cumprir a pena no regime aberto.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, opinou na semana passada de forma favorável ao cumprimento de pena de Dirceu em casa. No parecer, Janot citou o cumprimento do prazo estabelecido pela legislação, já com os dias de trabalho descontados da pena e o bom comportamento de Dirceu na prisão.

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãojosé dirceu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.