Barroso; Brasil precisa 'olhar para frente e avançar'

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso afirmou mais uma vez, nesta quarta-feira, que é preciso "virar a página" do julgamento do mensalão. "Acho que o País tem inúmeras questões mais importantes do que o mensalão, precisamos virar esta página. Temos uma agenda social, uma agenda política, precisamos olhar para frente e avançar", disse.

RICARDO BRITO, Agência Estado

26 Junho 2013 | 17h41

Luís Roberto Barroso considera um "bom símbolo" para a posse dele a juventude e o povo nas ruas cobrando melhorias para o País. Ele disse ver o movimento social como algo positivo. "Naturalmente que seja pacífico, uma energia do bem, uma energia da paz. A violência passa a impressão de que o mal pode mais do que o bem, a violência é sempre ruim. Mas essa manifestação pacífica, energia criativa e construtiva que está vindo das ruas, da sociedade brasileira, certamente fará muito bem a esta população."

O ministro defendeu que as instituições têm o dever de levar em conta a voz das ruas e procurar atender as demandas sociais. Ele disse que há uma demanda social pela aprovação da reforma política, outra pelo fim da corrupção. "Portanto, as instituições têm que estar atentas a isso e ser capaz de dar respostas adequadas à população", completou.

Mais conteúdo sobre:
STF POSSE LUÍS ROBERTO BARROSO MENSALÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.