Barbosa se exclui do julgamento de Lago

O julgamento pelo Tribunal Superior Eleitoral do pedido de cassação do governador Jackson Lago foi adiado na terça-feira porque o ministro Joaquim Barbosa se declarou impedido de julgar o caso, alegando questão de foro íntimo. Na sessão de 18 de dezembro, um pedido de vista suspendeu os trabalhos e Barbosa protestou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.