Barbalho pretende assinar requerimento da CPI corrupção

O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), disse há pouco que pretende assinar o requerimento de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) destinada a investigar denúncias de irregularidades na administração pública. De iniciativa dos partidos de oposição, o requerimento já obteve o apoio do senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA). Depois de ler o documento que lhe foi entregue hoje pelo líder do bloco de oposição, senador José Eduardo Dutra (PT-SE), Barbalho fez uma ressalva: "Pretendo assinar, li o requerimento e me parece que estão faltando dois ou três itens", disse, sem explicar quais seriam esses itens e limitando-se a dizer que seriam "desvios relativos à administração pública". Apesar de colocar essa condição, que poderá ser acolhida pela oposição, Barbalho ressaltou, no entanto, que os outros senadores do PMDB estão liberados para assinar ou não o requerimento. Quanto ao pedido do presidente Fernando Henrique aos aliados para não apoiarem a instalação de uma CPI, o senador enfatizou: "O presidente compreenderá a minha posição". Um dos objetivos da CPI, conforme o requerimento, é o de investigar a denúncia de que rendimentos de aplicações financeiras no âmbito do Banco do Estado do Pará (Banpará), a partir de 1984, teriam sido desviados para uma conta corrente do senador Jader Barbalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.