Barbalho ironiza denúncias

O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), confirmou ter feito um contrato com o empresário José Osmar Borges em 1996, e que o conheceu por intermédio de outro empresário, de nome Frederico Andrade. Segundo Jader, "Osmar Borges me foi apresentado como empresário da maior competência e que teria desenvolvido projetos modernos de agropecuária em Mato Grosso". "Qual foi o crime que eu cometi?", questionou, referindo-se com ironia à reportagem da revista Veja que, segundo ele, teria denunciado suas relações empresariais com Osmar Borges, citado como fraudador da Sudam. Barbalho ironizou a reportagem da revista, afirmando que sua relação empresarial com Borges está registrada publicamente, na Junta Comercial. ?É um ?contrato de gaveta? público?, brincou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.