Bandeirinha se filia ao PC do B, mas nega candidatura em 2008

Ana Paula Oliveira diz que pensa em pleitear cargos só a longo prazo e conta que foi influenciada por ministro

Andréia Sadi, do estadao.com.br,

20 Outubro 2007 | 11h21

Reconhecida pelo seu trabalho nos campos de futebol, e por ter estampado a capa da Playboy, a bandeirinha Ana Paula Oliveira agora aposta no mundo da política. De olho em uma candidatura a longo prazo, ela se filiou ao PC do B de São Paulo nesta semana, mas nega ser candidata nas eleições municipais de 2008.   "Meu objetivo agora é me recuperar, fazer um bom Campeonato Brasileiro, é muito cedo para falar se eu vou sair", disse.  "Sempre procurei ser ativa no meu município(Hortolândia, São Paulo), ajudando em projetos sociais, mas achei que estava na hora de entrar para um partido,e ter perspectivas para, se for o momento, pleitear um cargo."   A bandeirinha também contou ao estadao.com.br que a decisão pela filiação ao partido foi influência do ministro dos Esportes, Orlando Silva. "A gente se conhece, rolou um bate-papo, sim. Eu admiro muito o trabalho dele, a sua postura e o que ele está fazendo com o esporte".   A atuação de Ana Paula no futebol foi motivo de polêmica este ano, após ela ter cometido erros considerados graves nos jogos entre Santos e São Paulo, e Botafogo e Figueirense.   Sobre futuros projetos na área política, a bandeirinha sinaliza que seu foco será mesmo o esporte." Já atuo com o Apito da Cidadania, um projeto de inclusão de 30 jovens. Acredito que o esporte pode melhorar a sociedade e que eu posso ajudar", completou.   'Puxadores de votos'   Numa tentativa de "puxar eleitores" para as eleições municipais de 2008, partidos políticos convidaram celebridades, artistas e outros esportistas a se filiarem.   A modelo Renata Banhara, o cantor Rafael Ilha, o estilista Ronaldo Ésper e a vedete Marly Marley, jurada do programa de calouros de Raul Gil, na Band, são os novos filiados petebistas da fileira artística.   Sabrina Sato, apresentadora do Pânico na TV, da Rede TV!, não decidiu se vai ou não entrar na disputa ou se filar a alguma sigla. Ela disse que já foi procurada por três partidos: PPS e PR são dois deles.   O empresário Oscar Maroni Filho, proprietário da boate Bahamas, tentará viabilizar sua candidatura à prefeitura de São Paulo pelo PT do B.   O PR filiou o transformista Léo Áquilla. Os republicanos ainda contam com o apoio do apresentador Clodovil Hernandez, que deve participar da campanha como garoto-propaganda do partido, já que pretende sair candidato a senador em 2010.   (Colaboraram Alexssander Soares e Bruno Paes Manso, do Estadão)

Mais conteúdo sobre:
Ana Paulo Oliveira PC do B

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.