Banco Popular abre postos em São Paulo

O Banco Popular, subsidiária do Banco do Brasil que atua junto à população com renda de até três salários mínimos, assinou um convênio com a Prefeitura de São Paulo para instalação de quiosques bancários em Praças de Atendimento das subprefeituras. Para atender seu público-alvo, o Banco Popular do Brasil conta com um conjunto de produtos e serviços que inclui conta corrente simplificada (sem necessidade de comprovação de renda ou de endereço), empréstimos, depósitos, saques, pagamentos e recebimentos. Nesta semana, a subsidiária atingiu a marca de 180 mil contas correntes. A escolha das localidades de operação é feita com base em geomapeamentos que cruzam, entre outros dados, a concentração populacional e o nível de renda. Segundo comunicado da instituição, foram identificados pontos de maior concentração de população do setor informal da economia e respectiva localização de concorrentes.Alguns endereços estão com postos prontos para entrar em operação: em Jaçanã Tremebé, na Praça Onze de Fevereiro, 634, e no Jardim Filhos da Terra. Em Ermelino Matarazzo, na Avenida São Miguel, 5977, e na Sociedade Amigos de Ponte Rasa, na rua Bartolomeu Soares, 131.Estão previstas a instalação de postos no Telecentro do Jardim Vista Alegre, na Casa de Cultura "Casa Amarela", em Santo Amaro, na Unidade Básica de Saúde, em Campo Grande, e no Terminal de Ônibus de Santo Amaro. No Butantã, serão abertos postos no Centro Comunitário Nossa Senhora de Nazareth, no Centro Comunitário Vila Dalva e na União dos Moradores do Jardim Colombo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.