Daniel Teixeira/Estadão - 20.01.2012
Daniel Teixeira/Estadão - 20.01.2012

Banco do Brasil pagou comercial quando socialite tinha quadro em programa de TV

Na gestão de Bendine,banco público fechou acordo com Amaury Jr. durante passagem de Val Marchiori pela Rede TV!

FÁBIO BRANDT, O Estado de S.Paulo

24 Fevereiro 2015 | 02h05

BRASÍLIA - Quando Aldemir Bendine, atual presidente da Petrobrás, comandava o Banco do Brasil, a instituição financeira estatal comprou anúncios na Rede TV! para serem exibidos no horário em que a socialite Val Marchiori tinha um quadro no Programa Amaury Jr.. A publicidade custou R$ 350 mil ao ano e durou apenas enquanto Val Marchiori trabalhou no programa, entre 2010 e 2011.

A relação da apresentadora com o Banco do Brasil já é alvo de investigação. Também durante a passagem de Bendine pela presidência do Banco do Brasil (2009-2015), a instituição concedeu empréstimo de R$ 2,79 milhões para uma empresa da socialite, a Torke Empreendimentos.

Após receber uma representação feita por funcionários do banco, o Ministério Público Federal em São Paulo pediu à Polícia Federal a abertura de um inquérito para apurar as acusações de que o empréstimo seria irregular, uma vez que a amiga de Bendine teria restrições de crédito e renda insuficiente para obter o empréstimo. O Banco do Brasil nega irregularidades e diz que o empréstimo está dentro dos parâmetros.

No Programa Amaury Jr., Val Marchiori apresentou um quadro sobre viagens e bens luxuosos do início de 2010 a meados de 2011, quando deixou a Rede TV! para participar do Mulheres Ricas, na TV Bandeirantes.

Público. O Banco do Brasil nega que a publicidade feita no programa de Amaury Jr. tenha relação com Val Marchiori. Diz que a compra do espaço levou em conta "o público-alvo das campanhas publicitárias do BB" e que "os investimentos realizados no programa Amaury Jr. nos anos de 2010 e 2011 representaram 5,7% de todo o valor aplicado na Rede TV! no período."

A Rede TV! afirmou que "não divulga dados dos contratos com seus clientes". Val Marchiori não quis comentar o assunto. Seus auxiliares informaram que ela estava viajando. Bendine também não quis comentar o caso.


Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.