Bancadas do RJ, SP e ES debatem projeto do pré-sal 4ªf

Deputados do Rio de Janeiro, de São Paulo e do Espírito Santo, Estados produtores de petróleo, vão se reunir nesta quarta-feira para discutir os projetos do marco regulatório do pré-sal com olho na questão dos royalties. "Vamos defender os interesses de nossos Estados", afirmou o deputado Otávio Leite (PSDB-RJ). A reação mostra que, acima dos partidos, os deputados vão se unir nas causas estaduais. "No momento, estamos preocupados com a divisão dos royalties e os eventuais prejuízos com uma generosa partilha. É fazer caridade com o chapéu dos outros, como sinalizou o presidente Lula", afirmou o deputado, líder da minoria no Congresso.

DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

31 de agosto de 2009 | 19h10

Otávio Leite adiantou que participará de uma reunião convocada pelo governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), no dia 7, próxima segunda-feira, para discutir os projetos. A reunião será com toda a bancada do Estado, independentemente dos partidos políticos.

A oposição criticou o fato de os projetos serem encaminhados ao Congresso em regime de urgência. "Esse açodamento só se justifica por interesses político-eleitorais", afirmou o líder do PSDB, José Aníbal (SP). O tucano afirmou que o governo fez muita "encenação". No mesmo sentido, o líder do PPS, Fernando Coruja (SC), disse que o governo está fazendo muita propaganda para pouco efeito prático. "É muito barulho para pouco efeito. Isso provocou uma expectativa em demasia, o que levou à queda as ações da Petrobras", disse Coruja. O líder afirmou que o Congresso precisa debater o assunto. "O governo faz reunião a portas fechadas, toma decisão e depois quer mandar para o Congresso homologar. Nós vamos ouvir a sociedade", afirmou Coruja.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.