Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Bancada ruralista cobra ?gesto austero? de Lula contra MST

Irritada com a tratamento cordial dado ontem aos dirigentes do MST, a bancada ruralista do Congresso mudou de idéia e não quer mais uma audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula já tinha dado sinal verde ao presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), para que fosse agendado o encontro. "Esperávamos um gesto mais austero do presidente contra as invasões feitas pelo MST", afirmou o presidente da Comissão de Agricultura, deputado Waldemir Moka (PMDB-MS), "Não gostamos do gesto do presidente e não há clima para uma reunião. Não vamos admitir esse tipo de posição do presidente?.O peemedebista se reuniu com outros ruralistas e dirigentes da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) para avaliar o comportamento adotado por Lula no encontro com o MST, no Palácio do Planalto, quando usou um boné da entidade. O deputado afirmou que o gesto de Lula não é compatível com o cargo de presidente da República. "Se o presidente perder o pulso no campo, acho que ele perde também no Congresso", afirmou o deputado, um dos integrantes da Frente Parlamentar Ruralista que reúne cerca de 200 parlamentares.

Agencia Estado,

03 de julho de 2003 | 19h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.