Bancada do PT na Assembleia paulista discute nova liderança

Deputados do PT não chegaram a um acordo na discussão desta quarta em torno do nome que ocupará a liderança do partido na Casa – o posto funciona como uma espécie de porta-voz da oposição ao governo tucano em São Paulo. A discussão está ligada à indicação do deputado petista que ocupará a 1ª secretaria, cargo forte na administração da Assembleia, disputado por Enio Tatto e Rui Falcão.

Julia Duailibi,

09 de fevereiro de 2011 | 16h12

 

 

 Para a liderança do PT na Casa, estão na disputa Adriano Diogo, Simão Pedro e Tatto, que poderia abrir mão da 1ª secretaria, caso se tornasse líder.

 

 

 O PT indicará ainda o parlamentar que ocupará a 4ª secretaria. O posto, no entanto, é visto internamente como um “prêmio de consolação”, para quem não pegar a liderança nem a 1ª secretaria.

Tudo o que sabemos sobre:
Alesp, PT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.