Bancada do PT insistirá em reclamação contra Mello

PT argumenta que Mello desrespeitou Lei da Magistratura fazendo declarações sobre "Território da Cidadania"

DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

07 de abril de 2008 | 18h28

O líder do PT na Câmara, deputado Maurício Rands (PE), anunciou que a bancada do partido vai recorrer ao presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Gilmar Mendes, contra a decisão da ex-presidente do colegiado ministra Ellen Gracie, que rejeitou uma reclamação do partido contra o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Marco Aurélio Mello. Na reclamação, o PT argumenta que Mello desrespeitou a Lei da Magistratura ao fazer declarações sobre o programa "Território da Cidadania", lançado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o PT, as declarações sinalizaram para a oposição que o tribunal poderia analisar eventuais ações por suposto caráter eleitoreiro do programa. "A reclamação foi indeferidapor um ato monocrático da ministra Ellen Gracie. Pedimos ao presidente Gilmar Mendes que reconsidere a decisão ou submeta a questão ao plenário do conselho", disse Rands. "Nenhum cidadão ou cidadã está acima da lei e da Justiça", afirmou o líder petista.  Matéria alterada às 19h07 para acréscimo de informações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.