Bancada de MG faz lobby por desembargadora no STJ

Sete parlamentares da bancada de Minas Gerais se reuniram hoje com a ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, para fazer lobby pela nomeação da desembargadora federal Assusete Magalhães, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), para o Superior Tribunal de Justiça (STJ)."É de grande importância para Minas ter participação no STJ. Nos últimos anos Minas perdeu ministros do STJ sem nenhuma reposição", disse o senador Clésio Andrade (PR-MG).

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

06 de outubro de 2011 | 17h58

Segundo os parlamentares, Minas Gerais perdeu seis ministros no STJ nos últimos cinco anos, enquanto São Paulo emplacou sete vagas no tribunal. O nome de Assusete integra a lista tríplice aprovada em sessão plenária do STJ, em setembro - e que vai ser analisada pela presidente Dilma Rousseff. Assusete tem 62 anos, nasceu em Serro (MG) e integra o TRF-1 desde 1993. Os outros nomes da lista são dos magistrados Néfi Cordeiro e Suzana de Camargo Gomes, ambos nascidos no Paraná.

Além de Clésio Andrade, participaram da reunião com Ideli os deputados Luis Tibé (PTdoB), Miguel Corrêa (PT), Odair Cunha (PT), Jaime Martins (PR) e Fábio Ramalho (PV), todos da bancada mineira. Eles também pediram à ministra o início da duplicação da BR-381, obra que teria sido prejudicada pela crise que se instalou no Ministério dos Transportes com a saída de Alfredo Nascimento.

Tudo o que sabemos sobre:
STJdesembargadoralobbyMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.