Babá diz que CUT é ?correia de transmissão? do Planalto

O deputado federal João Batista de Araújo (PT-PA), o Babá, criticou a Central Única dos Trabalhadores (CUT) por não estar participando diretamente da greve do funcionalismo público federal, contra a reforma previdenciária. "O senhor Marinho foi imposto por (Luiz Inácio) Lula (da Silva) na presidência da CUT e quer transformar a nossa Central Única dos Trabalhadores em correia de transmissão do Palácio do Planalto", disse Babá, lembrando que foi um dos fundadores da central sindical. Segundo Babá, o presidente da CUT tem se mostrado aliado do governo em diversas questões e vem reiterando que a central não participa diretamente do movimento. A CUT discorda que para negociar a proposta de reforma da Previdência seja necessária a retirada do projeto do Congresso, como propõe o funcionalismo. "A luta vai acontecer independente se o Luiz Marinho queira ou não, porque ele, na verdade, está indo contra o movimento e isso desgasta a própria Central Única dos Trabalhadores, que ao invés de ser uma central em defesa dos trabalhadores, acaba se transformando em uma central em defesa do Palácio do Planalto, em defesa da política do FMI, em defesa dessa reforma previdenciária que é extremamente danosa aos trabalhadores", completou o deputado.Ameaçado de expulsão do PT pelas críticas ao governo Lula e às reformas, Babá manteve a artilharia contra o Planalto e a cúpula petista. Ele classificou a reforma da Previdência de "imoral" e de um "saco de maldades contra os servidores". Para o deputado, a mobilização dos servidores é "o único fator que pode determinar que o governo seja pressionado a retirar o projeto do Congresso Nacional".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.