Ayres Britto libera propaganda no Amapá

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Carlos Ayres Britto, acolheu ação do Amapá contra decisão que suspendeu toda propaganda institucional do governo a pedido da coligação liderada pelo PT, sob o argumento de que a publicidade favoreceria Roberto Goés (PDT), que disputará o 2º turno com Camilo Capiberibe (PSB). Ayres Britto ressaltou, porém, que caberá à Justiça Eleitoral verificar, caso a caso, se há uso promocional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.