Ayres Britto faz nova homenagem a Peluso

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, encerrou a sessão desta quinta-feira com uma nova homenagem a Cezar Peluso, que completa 70 anos na próxima segunda-feira e se aposentará de forma compulsória. Essa foi a última sessão que Peluso participou na corte. Nesta quarta, ele já tinha recebido uma homenagem após proferir seu último voto, pela condenação de cinco réus no caso do mensalão.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

30 de agosto de 2012 | 19h34

"Muitos dias seriam necessários para falar das virtudes do ministro Cezar Peluso", disse Britto ao iniciar a nova homenagem, na qual destacou o percurso do colega, que fez sua trajetória como juiz de carreira. O presidente do STF destacou o "raciocínio rápido" do colega e a qualidade de seus votos. "Seus votos tem princípio, meio e fim".

Peluso agradeceu aos colegas pela convivência e pela oportunidade de ter sido ministro do STF por nove anos. Disse que chegou a pensar em não participar dessa última sessão, mas que compareceu para acompanhar o voto de Britto relativo aos casos de desvios de recursos na Câmara e no Banco do Brasil. Concluiu seu agradecimento desejando aos colega que "continuem a guardar o prestígio da corte".

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãojulgamentohomenagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.