Ayres Britto explica frase sobre ativismo

O ministro do Supremo Tribunal Federal Carlos Ayres Britto protestou ontem pelo fato de o Estado ter citado em 30 de agosto - segundo ele fora de contexto - uma declaração sua de outubro de 2007, feita em julgamento sobre mandados de injunção relativos a direito de greve do funcionalismo. "A essa inércia ou inapetência legislativa corresponde um ativismo judiciário francamente autorizado pela Constituição", disse, na ocasião. A sua assessoria alega que Britto se referiu apenas à hipótese de omissão em mandados de injunção e que a generalização da idéia altera o seu significado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.