Aviões militares uruguaios sobrevoarão o Brasil

O governo brasileiro autorizou dois aviões militares, de fabricação russa, a sobrevoar o espaço aéreo brasileiro e fazer dois pousos técnicos para reabastecimento, em Recife e no Rio de Janeiro. O pedido, publicado no Diário Oficial, foi apresentado pela Embaixada do Uruguai no Brasil. As aeronaves, do tipo Ilyushin e Antonov, estarão transportando armamentos e militares do Exército do Uruguai, que estavam apoiando a Missão de Paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Congo, na África. De acordo com o pedido do governo uruguaio, os aviões sobrevoarão e pousarão no Brasil entre amanhã e o dia 22 de outubro. Aviões estrangeiros transportando armas só podem sobrevoar o espaço aéreo brasileiro mediante autorização do governo. Caso esse sobrevôo seja feito sem autorização, a Força Aérea pode escoltá-los e obrigá-los a descer no aeroporto mais próximo, com apreensão do material bélico. Na época da guerra das Malvinas, entre Argentina e Inglaterra, em 1982, um avião bombardeiro inglês Vulcan, vindo da ilha em disputa, com problemas técnicos, entrou no espaço aéreo brasileiro e foi interceptado e escoltado pelos caças F-5 até a Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. Em outra ocasião, um Ilyushin, pertencente ao governo cubano, transportando o embaixador daquele país, estava se dirigindo à Argentina e sobrevoou o espaço aéreo brasileiro, quando foi interceptado pelos Mirage da Base Aérea de Anápolis e obrigado a descer em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.