Aviões brasileiros e franceses encerram 7 de setembro

Evento, no mesmo dia que o Brasil fechou a compra de aeronaves da França, reuniu 35 mil pessoas em Brasília

estadao.com.br,

07 de setembro de 2009 | 17h46

O principal evento de comemoração deste 7 de setembro, data que marca a independência brasileira, reuniu cerca de 35 mil pessoas em Brasília e foi acompanhado pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, do Brasil e Nicolas Sarkozy, da França.

 

Público e chefes de estado acompanharam um desfile de 3,6 mil pessoas, tanto de civis como de militares. Além das comemorações referentes a independência brasileira, foram feitos manifestos a favor da candidatura do Rio de Janeiro para sediar as Olimpíadas de 2016. Populares que estavam próximos às tribunas de honra receberam camisetas com estampas de esportistas e a frase: ""O Brasil une suas forças para essa vitória".

 

Um dos pontos altos do evento foi a apresentações de aviões, tanto franceses quanto brasileiros. A Patrulha Acrobática francesa fez um sobrevoo rápido pelo céu de Brasília. Ao cruzar a Esplanada, os aviões deixaram um rastro de fumaça nas cores da bandeira do país: azul, vermelho e branco. A representação do Brasil ficou por conta da tradicional Esquadrilha da Fumaça, que encerrou a festa da Independência com acrobacias de suas aeronaves.

 

Além dos presidentes Lula e Sarkozy, estavam presentes na tribuna de honra do evento o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, os ministros da Defesa, Nelson Jobim, da Casa Civil, Dilma Rousseff, das Relações Exteriores, Celso Amorim, o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda e ministros da França.

 

São Paulo

 

Em São Paulo, o evento foi realizado Sambódromo do Anhembi (mesmo local onde as escolas de samba da cidade desfilam), que teve suas arquibancadas tomadas por cerca de 30 mil pessoas. Desfilaram perante o público unidades do exército, polícias civil e militar e também civis.

 

Rio de Janeiro

 

No Rio, cerca de 10 mil pessoas acompanharam o desfile de 7 de setembro, que foi realizado na Avenida Presidente Vargas. O fogo simbólico do evento foi aceso por um subtenente do exército. Na orla da cidade, a Marinha realiza desfile de navios e aeronaves.

 

Porto Alegre

 

Milhares de pessoas lotaram as arquibancadas e tomaram as calçadas da Avenida Loureiro da Silva para assistir ao desfile militar de Sete de Setembro em Porto Alegre, nesta segunda-feira. Alguns espectadores ensaiaram uma vaia à governadora Yeda Crusius (PSDB) quando ela foi chamada à cerimônia de hasteamento das bandeiras.

 

A tucana, que foi acusada de improbidade administrativa em ação movida pelo Ministério Público Federal, acompanhou toda a parada e saiu sem dar entrevistas. Durante duas horas, cerca de 4,3 mil pessoas, entre militares, estudantes e participantes de entidades comunitárias, desfilaram na avenida.

 

Com informações da Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.