Avião usado por Dilma Rousseff sofre pane após encerramento da Rio+20

O Airbus usado pela presidente Dilma Roussef apresentou um pequeno problema no sistema de pressurização logo após decolar do Rio de Janeiro em direção a Brasília no fim da noite de sexta-feira, 22, e a tripulação decidiu retornar ao aeroporto do Galeão. A presidente, que deixava o Rio após o encerramento da conferência Rio +20, nada sofreu e fez a viagem minutos depois a bordo de uma aeronave reserva da Presidência, um Embraer 190.

Iuri Dantas, O Estado de S. Paulo

23 Junho 2012 | 17h48

Segundo o Palácio do Planalto, Dilma pousou em Brasília logo após a 1h30 da manhã de sábado, 23. O Airbus presidencial, de acordo com a Aeronáutica, passou por uma procedimento de checagem no Galeão e voou para Brasília logo depois do ocorrido. A pane não chegou a incomodar os passageiros porque o Airbus não atingiu altura suficiente para que a pressurização fosse necessária.

Mais conteúdo sobre:
Dilma RousseffAirbusRio+20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.