Avião é liberado no Recife depois de desinfectado

O avião Fokker 100 da TAM foi liberado por volta das 22 horas de ontem, depois de ter sua área de carga desinfectada por técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O avião ficou retido no Aeroporto dos Guararapes, no Recife, por quase 10 horas, porque uma passageira percebeu uma mancha de pó branco sobre a mala, ao pegá-la na esteira. Sandra Lúcia Assis Crespo acionou a Polícia Federal, imaginando que poderia se tratar da bactéria que provoca o antraz. A mala está retida até que saia o resultado da análise de uma amostra do pó, que está sendo realizado pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, e deve ser divulgado na próxima semana. De acordo com a assessoria de imprensa da Anvisa, oito pessoas que entraram em contato com a bagagem foram examinadas, mas não precisaram tomar medicamento. O avião fazia o vôo 8004, vindo de Brasília com destino a Fortaleza. Os 32 passageiros que estavam a bordo seguiram viagem em um vôo da Transbrasil. A assessoria de comunicação da Infraero informou que desde os ataques terroristas aos Estados Unidos, em 11 de setembro, foi reforçada a vigilância nos terminais de passageiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.