Avião de Garotinho pousa de barriga

O governador Anthony Garotinho passou por um grande susto hoje, quando o avião em que viajava para a cidade de Barretos, no interior de São Paulo, foi obrigado a fazer um pouso forçado no aeroporto de Viracopos, em Campinas, porque o trem de pouso não funcionou. A aeronave, Jato Executivo HS-125, prefixo PT LHK, da empresa JetSul Táxi Aéreo, aterrissou de barriga. Houve um princípio de incêndio, que foi logo controlado pelo Corpo de Bombeiros. Ninguém ficou ferido.O aeroporto foi fechado para facilitar o trabalho das equipes de resgate. O governador declarou que estava tranqüilo e que é ?uma pessoa que não se apavora nessas situações?. Garotinho elogiou o piloto dizendo que ?ele foi de extrema habilidade? e que evitou algo mais grave, já que foi obrigado a sobrevoar a cidade para gastar o combustível e evitar uma explosão. ?Ele desceu com menos de 5% do combustível necessário?, disse Garotinho.O avião percorreu cerca de um quilômetro na pista. O piloto levou o aparelho até a grama para não provocar uma explosão. O governador contou ainda que a aeronave apresentou diversos problemas: além de o trem de pouso automático não ter funcionado, o manual também falhou e os pilotos detectaram um vazamento na parte hidráulica.O aparelho é usado com freqüência por Garotinho. Ao chegar em Campinas, ele telefonou para a primeira-dama Rosângela Matheus para tranqüilizá-la. A JetSul Táxi Aéreo informou, em nota oficial, que o Comando da Aeronáutica irá investigar o acidente. Ainda segundo a nota, o avião se encontra com todas as inspeções em dia. Uma equipe da empresa foi enviada à Campinas para acompanhar as investigações.O governador havia viajado para São Paulo no fim da tarde da última segunda-feira, nesse mesmo avião. Lá, ele tinha reunião marcada com empresários paulistas para expor sua plataforma de campanha à Presidência da República. Na aeronave estavam Humberto Mota, ex-presidente da Associação Comercial do Rio, organizador do encontro, o jornalista Paulo Fona, que trabalhado como assessor de imprensa na candidatura de Garotinho, e o ajudante de ordens, major José Luís e o secretário-geral do PSB Pedro Coelho, além da tripulação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.