Avanço de Roseana é problema do PSDB, diz Lula

O virtual candidato petista à presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, disse hoje ser um grande problema para o PSDB o crescimento da candidatura da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PFL), que aparece empatada com Lula na pesquisa da CNT/Sensus, divulgada hoje. A pesquisa revelou uma queda de Lula na preferência do eleitorado de 31,3% para 27,9% e uma subida de Roseana de 16,1% para 26,7%. Lula disse que Roseana "ainda" não é um problema para o PT. Para ele, o presidente Fernando Henrique Cardoso é que vai ter que ter muito jogo de cintura para fazer o ministro da Saúde, José Serra, o candidato. "Seria desmoralizante para o PSDB não ter um candidato", afirmou. Lula reconheceu a competência do PFL que, na sua avaliação, percebeu um vácuo político na base de sustentação do governo e soube fazer seu marketing. Lula disse não estar preocupado porque a governadora foi "vendida" na televisão como uma mulher sem defeitos, só com virtudes. "Em nenhum momento fizeram a vinculação dela com o governo federal e com os indicadores sociais do Maranhão", observou ele.MartaPara a prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), o resultado da pesquisa não afeta o PT "de jeito nenhum". "Quero ver como eles (o PSDB) vão se sair disso", afirmou. "Nós não enfrentamos nenhum problema e o candidato do PT tem enorme chance de ganhar a presidência".Ela disse ainda querer saber como Serra e o outro pré-candidato tucano, o governador do Ceará, Tasso Jereissati, estão lidando com a questão, "porque por mais que tenham exposição na mídia - principalmente o ministro da Saúde - não conseguem sair de uma faixa." João PauloO prefeito do Recife, João Paulo, considerou o resultado positivo porque, ao seu ver, já havia um clima de "já ganhou" por parte de parcela do partido. Para ele, o PT tem que resolver rapidamente a questão da candidatura e "cair em campo, trabalhar, fazer a campanha".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.