Avaliação positiva do governo sobe para 51%

Em relação ao levantamento anterior, a avaliação ótimo ou bom do governo Dilma Rousseff subiu três pontos porcentuais, passando de 48% para 51%, segundo a pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) encomendada ao Ibope e divulgada hoje. O Ibope realizou 2.002 entrevistas em 141 municípios entre os dias 16 a 20 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos. Em relação à pesquisa feita em março, a avaliação positiva do governo Dilma caiu cinco pontos porcentuais, de 56% para 51%.

ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

30 de setembro de 2011 | 12h01

A fatia dos entrevistados que consideram o governo ruim ou péssimo oscilou dentro da margem de erro da pesquisa, de 12% para 11%, em relação à rodada anterior, divulgada em julho. A melhora na avaliação do governo cresceu mais entre os eleitores da região Sul, que teve os maiores índices de ótimo ou bom, de 57%. O governo é melhor avaliado entre os entrevistados com mais de 50 anos, faixa em que 55% consideram-no ótimo ou bom. "Quanto menor o nível de renda familiar do entrevistado, melhor a avaliação do governo Dilma", diz a análise da pesquisa.

A aprovação pessoal da presidente Dilma também cresceu e passou de 67% para 71% em relação à rodada anterior, divulgada em julho. A desaprovação da presidente caiu quatro pontos porcentuais, de 25% em julho para 21%, na pesquisa divulgada hoje. Segundo a CNI/Ibope, Dilma é melhor avaliada entre os entrevistados de 50 anos ou mais (75% de aprovação) e entre aqueles que cursaram somente até a quarta série do ensino fundamental (77%).

Mais conteúdo sobre:
IbopeDilmagoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.