Avaliação positiva do governo fica estável, mostra Sensus

A avaliação positiva do governo Lula manteve-se praticamente estável, de acordo com a pesquisa CNT/Sensus divulgada hoje, oscilando de 37,5% (fevereiro) para 37,6% (abril). A avaliação regular sobre o governo caiu de 40% para 36,7%. A avaliação negativa subiu de 21,4% para 24,1%. A avaliação do desempenho pessoal do presidente Lula teve ligeira alta, de 53,3% para 53,6%. A desaprovação pessoal do presidente teve queda discreta, de 38% para 37,6%. Os que não souberam avaliar ou não responderam à pergunta somaram 8,9%, ante 8,7% da pesquisa anterior. Cenário segue favorável a Lula, mas com 2º turnoO diretor do Instituto Sensus Ricardo Guedes afirmou que o quadro revelado pela pesquisa CNT/Sensus divulgada hoje ainda é favorável ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, embora gere segundo turno. Ele explicou que os números da pesquisa são próximos do resultado da eleição presidencial de 2002, quando Lula ganhou o primeiro turno, com 41,6% dos votos, contra 25% de Serra e 16% de Garotinho. Segundo Guedes, a pesquisa mostra que a população avalia que a economia vai bem e, por isso, a aprovação ao governo manteve-se praticamente estável. Por outro lado, a piora no desempenho de Lula na simulação de primeiro turno das eleições deste ano reflete os problemas políticos enfrentados pelo governo, sobretudo o episódio recente da violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa. "A população está feliz com a economia, mas a questão política representa um risco para a reeleição de Lula", afirmou, ao lembrar que Lula pode se recuperar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.