Avaliação positiva de FHC sobe em julho

A avaliação positiva do presidente Fernando Henrique Cardoso subiu 2,1 pontos porcentuais de junho para julho, de acordo com pesquisa elaborada pela Sensus para Confederação Nacional do Transporte (CNT). A avaliação positiva do presidente subiu de 17,7% para 19,8%. A avaliação negativa de FHC caiu 0,9 ponto porcentual no mesmo período, passando de 44,5% para 43,6%.A avaliação regular do presidente também registrou uma pequena queda, passando de 35,1% para 33,5%. A pesquisa revela ainda que 31,8% dos entrevistados aprovam o desempenho pessoal do presidente, enquanto 58,8% desaprovam. Em junho, o índice de aprovação de FHC era de 30,1% e de desaprovação de 62,3%. A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 26 de julho e ouviu 2.000 pessoas em 195 cidades do País.A diretora executiva da CNT, Tereza Pantoja, afirmou que a pequena recuperação da avaliação positiva do presidente Fernando Henrique Cardoso se deve às ações adotadas pelo governo para combater a crise de energia. "O presidente FHC pára de cair em função das ações relativas a crise de energia e racionamento, até porque, conforme a pesquisa de junho, a população já se mostrava confiante na capacidade do governo de enfrentar a crise", afirmou o presidente da CNT, Clésio Andrade, por meio de sua assessoria. Ele está em Belo Horizonte (MG), se recuperando de uma cirurgia no joelho.A pesquisa constatou que esta foi a primeira vez, no ano, desde março, que a avaliação positiva de Fernando Henrique registrou um crescimento. Da mesma forma, esta também foi a primeira vez que a variação negativa do presidente sofreu uma queda. Em março, a avaliação positiva do presidente era de 33,3%, enquanto a avaliação negativa era de 26,6%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.