Avaliação do governo FHC é estável, segundo CNT

A avaliação das administrações públicas feita pela 42ª Pesquisa CNT/Sensus, realizada em 195 municípios de 24 Estados, apontou uma estabilidade em relação as pesquisas anteriores. A avaliação positiva do presidente Fernando Henrique "ótima e boa" cresceu de 21,7% para 22% enquanto a "negativa, ruim e péssima" caiu de 39,4% para 36,4%. Os entrevistados que consideram a administração do presidente regular cresceram de 36,1% para 38,9%.Na avaliação do presidente da CNT, Clésio Andrade, o crescimento das pessoas que estão avaliando o governo como regular indicam perspectiva de melhora nas próximas pesquisas. A pesquisa apontou também pequeno crescimento dentro da margem de erro de 3 pontos porcentuais para cima ou para baixo dos entrevistados que aprovam o desempenho do presidente. O crescimento foi de 34,5% para 36,4% e a quantidade dos que desaprovam caiu de 58,9% para 55,6%.Em relação aos governadores, a avaliação positiva caiu de 43,1% para 42,9% enquanto a negativa também recuou de 19,3% para 17,5%. A avaliação positiva dos prefeitos teve pequeno recuo, de 47,1% para 46,4% e a negativa subiu de 21,2% para 22,8%. Na interpretação do presidente da CNT, essa estabilidade nos índices de avaliação da administração pública deve-se a ausência de fatos relevantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.