Autos da Operação Vigília vão para Justiça Estadual

O juiz Alexandre Cassettari, da 4ª Vara Federal Criminal de São Paulo, determinou a remessa dos autos da Operação Vigília, da Polícia Federal, à Justiça Estadual. A PF investiga grupo que extorquia verbas entidades beneficentes. Elas haviam recebido valores de acusados em ações sobre fraudes contra o Tesouro e que fizeram delação premiada. A PF prendeu seis pessoas que se apresentavam às ONGs como autoridades federais. Cassettari avalia como caso de estelionato e que não se justifica ação na Justiça Federal "porque não há provas de prejuízo direto à União".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.